sábado, 17 de novembro de 2012

Infecção alimentar: métodos de prevenção e tratamento



Boa higienização é a melhor arma contra vírus, fungos e bactérias


A infecção alimentar é gerada pelo consumo de água ou alimentos contaminados por bactérias (Salmonella, Shigella, E.coli, Staphilococus, Clostridium), vírus (Rotavírus), toxinas, e fungos. Alimentos de origem animal e principalmente vegetal, tanto em natura, quanto industrializados são suscetíveis a contaminação, que pode ocorrer durante a manipulação, preparo, conservação e/ou armazenamento dos alimentos.

Segundo o infectologista dr. Marcos Antonio Cyrillo, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), a infecção pode atingir todo o organismo, provocando uma infecção generalizada, ou apontar sintomas que variam de acordo com o local atingido.

“Se a intoxicação atingir o intestino, o paciente poderá apresentar uma forte diarreia”, explica

Qualquer pessoa pode adquirir uma infecção alimentar se algum alimento em más condições for ingerido, porém, pessoas como gestantes, idosos, crianças e pacientes portadores de doenças que comprometem a imunidade como diabetes, HIV, câncer e leucemia, devem ter um cuidado maior.

Tratamento

Apesar de em alguns casos o próprio organismo se encarregar de combater a infecção, o acompanhamento médico é de extrema importância, pois uma simples infecção pode evoluir e colocar em risco a vida do infectado.

 “É o caso da infecção de garganta, por exemplo, ou uma silenciosa infecção urinária, que não aponta sintomas”, explica o especialista.

Caso a bactéria, o vírus ou o fungo persista no organismo o tratamento deverá ser realizado sob prescrição médica, nos casos mais severos, normalmente são utilizados os antibióticos.

Prevenção

Para prevenir a infecção alimentar, deve-se manter a higiene das mãos, que devem ser bem lavadas com água e sabão sempre antes das refeições e após ir ao banheiro. Os alimentos também devem ser muito bem lavados, bem como as embalagens dos mesmos antes de guardados na geladeira ou em armários.

Um alerta importante fica para a água que bebemos: a água fornecida pelo serviço público é de boa qualidade, porém quando estivermos em locais desconhecidos, recomenda-se que está água receba algum tipo de tratamento, seja filtrada, por exemplo.



Enviado por : Chico Damaso


Nenhum comentário:

Postar um comentário