sábado, 17 de novembro de 2012

Riscos e cuidados dos atletas de fim de semana


Alongamento e tênis adequados são soluções simples que devem ser adotadas



Atividades físicas sem preparo é um perigo para saúde físicas dos brasileiros. Com a chegada do verão, principalmente, começa a busca frenética pela boa forma nas academias.

Existem dois tipos de academias: aquelas que oferecem orientação aos clientes e as outras que deixam as pessoas realizarem atividades sem controle, pegando pesos em excesso. A febre pela corrida de rua e o impacto do asfalto também tem aumentado a procura a consultórios médicos depois de já configurada as lesões.


“Sem orientação postural, o indivíduo acaba prejudicando as articulações durante os exercícios causando uma série problemas, como lesões nos quadris, coluna, ombros, joelhos e outros”, explica dr. Sidney Schapiro, ortopedista e traumatologista esportivo.

Apesar de alguns riscos existentes, a prática de atividades, mesmo aos sábados e aos domingos, por causa da vida agitada que vivemos, vale a pena e traz qualidade de vida. “Nada de ficar parado. A meta é se mexer. Alguns hábitos no dia a dia podem ajudar no condicionamento, como trocar as escadas rolantes e os elevadores pelas escadas convencionais. Tudo, claro, de acordo com idade e funcionamento do corpo. Sem exageros”, completa ele.

Dr. Sidney afirma que os joelhos são um dos mais atingidos por esses amadores, principalmente, nas corridas de longa distancia sem preparo e algumas pessoas com sobrecarga de peso - o que impacta ainda mais nas articulações. 


Entre os principais problemas básicos do atleta de fim de semana, segundo dr. Schapiro é a falta de cuidados, por exemplo, de utilizar tênis adequado e aquecer antes e depois os músculos com alongamento.

Alerta para problemas sérios como diabetes, hipertensão, que devem ser levados em contas, antes dos problemas de lesões. Em casos de acidentes, o ideal é o procurar ajuda médica imediata, não tentar fazer massagem ou usar algum remédio antes dessa avaliação por um profissional. “Só um ortopedista pode checar se foi uma contusão ocasionada por uma queda no chão, luxação, uma inflamação nos tendões e distensões musculares, pela ruptura de uma fibra musculação ou fratura”, finaliza.

Sobre dr. Sidney

Pioneiro no Brasil na utilização do PRP (fator de crescimento) para o tratamento de lesões esportivas e artrose.

Dr. Sidney Schapiro se destaca em sua área clinica tanto de traumatologia esportiva quanto em artroscopia, cirurgia do joelho e ombro, além de ser referência no segmento de ortopedia infantil.
Atualmente, Schapiro trabalha no Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Maternidade São Luiz e atende em sua clínica nos Jardins e Perdizes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário