quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Como está sua Vitamina D?


A vitamina D está envolvida em muitos processos importantes do nosso corpo, inclusive é indispensável para fixar o cálcio nos ossos. Uma constatação tem me preocupado: de cada dez pacientes que vem ao consultório, oito estão com Vitamina D deficiente! E não pense que os outros dois que estão dentro do padrão de normalidade, estão no que eu qualificaria de “ótimo”. 

Em alguns laboratórios a faixa varia de 30 a 100ng/ml, portanto quando o exame aponta 32 ng/ml está dentro da faixa de normalidade, porém muito próximo do valor mínimo referência. Por isso, é preciso ficar atento.

Quando for ao médico, peça esse exame da seguinte forma: 25 hidroxivitamina D. Alguns convênios não cobrem esse tipo de exame, mas se não conseguir fazer pelo seu plano de saúde, vale o investimento.

A Vitamina D é um hormônio com importantes funções no nosso metabolismo. Receptores para esta vitamina são encontrados em quase todos os tecidos do nosso corpo, inclusive no cérebro.

Estudos recentes apontam que 2.776 pontos de ligação em nosso código genético necessitam da vitamina D. Sua falta poder estar associada a problemas no sistema imunológico, a doenças como Esclerose Múltipla e doenças Inflamatórias Intestinais.Além de alguns tipos de depressão e 17 tipos de câncer.

A vitamina D também tem ação antiinflamatória e regula o receptor de insulina, podendo assim beneficiar o controle glicêmico. Como eu escrevi no meu livro “Tudo Posso, Mas Nem Tudo Me Convém” (Ed. Loyola), obesidade é reconhecida como uma doença inflamatória. Será que a falta dessa vitamina não estaria envolvida na dificuldade do emagrecimento?

O detalhe é que temos poucos alimentos com essa vitamina. Encontramos um pouco no salmão, sardinha e gema do ovo. Mas o importante é você saber que sua vitamina D é fabricada na sua pele a partir do sol + colesterol (viu que ele não é tão vilão assim). 

Hoje estamos todos (com razão) fugindo do sol e usando protetor solar que impede que nossa pele fabrique essa vitamina. Na falta desta vitamina, a suplementação é indispensável, mas como vem em gotas oleosas lembre de tomar no almoço e no jantar, quando você ingere mais gordura.


* Dra. Gisela Savioli é nutricionista clínica, escritora, articulista da Revista Canção Nova e apresentadora do Programa "Mais Saúde", pela TV Canção Nova e pelas Rádios Canção Nova e América 1410 AM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário